Garoto de 11 anos que foi aband0nado nas ruas adota cachorrinho sem teto: "O amor que nunca recebeu de outras"

Lamentavelmente, os bons hábitos são muito mais fáceis de serem ab4nd0nados do que os maus. Quando somos ab4nd0nados pelo mundo, a solidão é superável; quando somos ab4nd0nados por nós mesmos, a solidão é quase incurável.

“Em meus sonhos mais profundos nenhum animal viverá na solidão do ab4nd0no das ruas, ou mesmo no ab4nd0no de um lar sem amor, acorrentado, passando fome e frio.” Antes de ter amado um animal, parte da nossa alma parmanece desacordada. 

Rommel já passou por muitos desafios em 11 anos de existência. Ab4nd0nado pelo pai e depois pela mãe, o menino ainda tem tempo para dividir amor com um lindo cachorro!

Famílias podem ser a nossa salvação ou a nossa ruína. No caso desse pequeno menino filipino, a família dele nunca lhe deu a estrutura necessária para ser uma criança como outra.

As mudanças aconteceram de maneira rápida na vida dele e o forçaram a crescer bem antes do esperado, largar a escola e lutar pela sobrevivência, dia após dia.

Mesmo com esse histórico, o menino ainda tem tempo e coração para distribuir amor.

Além de cuidar de si próprio, ele também cuida do seu pequeno cãozinho, Badgi.

Adotado por Rommel logo depois que fora forçado a viver na rua, o cachorro é seu melhor companheiro. O menino dá ao animal o amor que nunca recebeu de outras pessoas.

Meus animais de estimação já me disseram e fizeram por mim muito mais, do que muitos seres humanos que me cercam. Quem ab4nd0na um animal de estimação para passar férias, além de um misérias, merece punição.

Se algum dia quiser desabafar com alguém, desabafe com seu animal de estimação, pois ele é capaz de entender e ficar quieto, já uma pessoa, te escuta e te confunde. Os animais... Confortam-nos.

SE VOCÊ GOSTOU, DEIXE O SEU LIKE, COMENTA AQUI EM BAIXO O QUE VOCÊ ACHOU! E COMPARTILHE COM OS SEUS AMIGOS! OBRIGADA! 

Comentário do usuário