Cachorro e seu dono morrem no mesmo dia: "Ele nunca saiu do lado de seu mestre. Sempre companhia!"

Claro que eu adoro minha casa, meu cachorro, meus amigos, meus livros, músicas. Tenho uma vida ótima. Mas nenhuma dessas coisas se comparava ao prazer que eu tinha ao ouvir o barulhinho de uma mensagem chegando. 

Ou de quando o telefone tocava e eu sabia que era ele e o meu coração disparava tanto que eu tinha medo de morrer antes de falar "alô".

Alguns cães e seus donos têm um vínculo especial que vai além da simples companhia. Nesse caso, um veterano de guerra em Minnesota, EUA, adoeceu, seu cão Labrador adoeceu rapidamente também.

Os dois parecem ter um vínculo inquebrável que pode durar até a morte.

Daniel Hoff serviu na Força Aérea dos EUA antes de se tornar um bombeiro. Ele foi altruísta ao longo de sua vida, arriscando sua vida pelos outros inúmeras vezes.

Um dos companheiros leais de Hoff ao longo de sua vida foi seu Labrador Retriever Gunner, de 11 anos. Os dois quase nunca se separaram e o cão parece ter um sexto sentido quando se trata das emoções do dono.

Segundo Nicoletti, o relacionamento deles é muito especial.

Uma notícia devastadora

Em 2011, Hoff foi diagnosticado com câncer de pâncreas. Forçado a se aposentar do trabalho como bombeiro, uma batalha contra o câncer se seguiu e a esperada quimioterapia.

Ele ficou cercado por sua querida família, e eles fazem o possível para deixá-lo mais confortável possível.

O cachorro Gunner nunca saiu do lado de seu mestre. Ele estava lá dia e noite, observando-o o tempo todo para ter certeza de que Hoff estava seguro.

Logo, Nicoletti percebeu que o cãozinho também estava ficando doente. É como se os dois tivessem uma conexão misteriosa.

“Quando meu pai ficava agitado, o cachorro ficava agitado, meu pai ficava inquieto e o cachorro também ficava”, explicou Nicoletti.

“Um dia meu pai estava bem fraco, não respondia mais, o cachorro não respondeu também. Portanto, assim que vimos o seu estado – ele não estava mais se movendo, seu desempenho era ruim – sabíamos que ele estava partindo também.”

Hoff e Gunner morrem

Ela percebeu que a vida do Cachorro estava prestes a acabar. Levei-o ao veterinário, mas o prognóstico não é bom, ele também estava com uma doença terminal. Ela ficou triste quando teve que tomar a difícil decisão de sacrificar o cachorro para aliviar o seu sofrimento.

“Eu disse que não sei o que seria mais doloroso para ele: Seguir a recomendação do veterinário e o sacrificar, para acabar com sua dor, ou permitir que ele fique mais um tempo e experimente a morte de seu “pai Humano”. Acho que iria matar ele de qualquer maneira.”, ela disse.

Mais tarde no mesmo dia, Nicoletti recebeu uma notícia trágica. Uma hora e meia após o cachorro morrer, seu pai também morreu. Era como se Gunner soubesse que seu mestre estava prestes a morrer e andou na frente dele.

“De certa forma, nós sabíamos que eles iriam juntos. Nós apenas não sabíamos que iriam ter horas de intervalo ”, disse ela.

Pra que você precisa de amigos imaginários quando tem um cachorro lambendo seu nariz e demonstrando o quanto você é importante na vida dele? 

O cachorro pode ser o melhor amigo do homem... Mas da mulher ele é o namorado! Meu melhor amigo é sem dúvidas, o meu cachorro; ele me respeita, não fala mal de mim, não é orgulhoso, egoísta, individualista, não gosta de ficar longe do seu dono.

SE VOCÊ GOSTOU, DEIXE O SEU LIKE, COMENTA AQUI EM BAIXO O QUE VOCÊ ACHOU! E COMPARTILHE COM OS SEUS AMIGOS! OBRIGADA! 

Comentário do usuário