Veterinário lhe pegou no colo como se fosse um bebê para confortar cachorrinha que chorava muito após cirurgia

Os cães são melhores que os seres humanos porque eles sabem mas não contam. Ele tem uma leveza. Uma capacidade de transformar lambidas em amor e patinhas em carinho. Ter um cachorro de pequeno porte é ter um mini ursinho, pronto para ser abraçado. 

Cachorros pequenos só são pequenos no tamanho. No resto são grandes: festinhas, latidos e lambidas em grandes quantidades. Não desejo a ninguém ficar sem ter a oportunidade de conviver com um cachorrinho. 

Meesha, um cãozinho resgatado, precisou de alguns abraços e beijos para se acalmar enquanto se recuperava da anestesia depois de ser castrada.

Ela estava com medo e desorientada porque seu corpo parecia tão estranho e não entendia o que estava acontecendo. O precioso cão acabou de ser adotado por esta família, que a levou para ser castrada.

A cachorrinha com certeza sentia-se perdida, novamente e começou chorar muito, mas o veterinário, Dennis Moisés, correu para confortá-la e lhe pegou no colo como se fosse um bebê e imediatamente começou a confortá-la e a lhe dar beijos.

É claro que ela foi se acalmando, se sentindo segura e conseguiu o conforto e o consolo que procurava, ela soube que ali estava protegida e amada.

Agora fala pra gente, é muito linda essa história, não acha? O carinho deste veterinário, mostra que ele está na profissão certa.

Ela gosta de música, dias bonitos, cachorros, brisa do mar, sol, frio, sentir o vento dançando nos cabelos, rir até a barriga doer, falar besteira, desenvolver “teorias” malucas, filmes, viajar, chocolate, arte, você… 

Só mesmo os cães para, em troca de uns biscoitos, darem amor como se tivessem ganhado na loteria. Se não houver cachorros no céu, então, quando eu morrer, quero ir para onde eles foram. A resposta da felicidade na vida está muito perto de ter um cachorro.

SE VOCÊ GOSTOU, DEIXE O SEU LIKE, COMENTA AQUI EM BAIXO O QUE VOCÊ ACHOU! E COMPARTILHE COM OS SEUS AMIGOS! OBRIGADA! 

Comentário do usuário